Make your own free website on Tripod.com
 
Dicas - Jornal O Globo

O Jornal O Globo dá algumas dicas sobre o Linux. Veja a seguir parte da matéria publicada:

Dicas

A MÁQUINA AGÜENTA? O Linux funciona, e bem, em qualquer PC, de 386 em diante. Portanto, se você quiser fugir da doença do upgrade, ele é o sistema certo. Com a vantagem de poder coexistir, numa boa, com Windows na mesma máquina, o que abre a perspectiva de ter, ao mesmo tempo, o melhor dos dois mundos.

COMO ASSIM? É possível, mas não aconselhável, manter Linux e DOS no mesmo disco, ainda que em partições diferentes. O correto é usar um disco rígido (pode ser aquele de 540Mb que você não conseguiu vender no último upgrade...) só para ele.

CUIDADOS: Para não sofrer frustrações na hora H, verifique se o seu hardware está na lista geral de compatibilidades, a Hardware Compatibility List, que está em http://www.linux.org, ponto obrigatório de partida para qualquer viagem ao mundo Linux.

PARTICIONAMENTO: Quem cria as partições Linux é o próprio Linux, pelo disquete que você gera a partir do CD. Sua única preocupação deve ser a de identificar o disco rígido na BIOS da máquina. O procedimento não é nenhum bicho-de-sete-cabeças e lendo os arquivos "readme" do CD (ou do livro, se você tiver comprado um) você chega lá com facilidade. Dica: os disquetes são gerados por um programa chamado "rawrite.exe". Na hora do primeiro boot, introduza o primeiro dos dois disquetes no drive A e siga as instruções. Nesse meio tempo, dedique-se um pouco à leitura do manual (ou do livro). Ah, sim: o programa que cria partições do Linux também se chama fdisk e é muito parecido com seu irmão DOS. Você deverá criar duas partições: a primeira para abrigar o sistema e os arquivos; a segunda é exclusiva da área de swapfile, cujo tamanho ideal é o dobro do que você tem em memória RAM. O teto é 128Mb.

SITES: Caso você entre nesta viagem, não deixe de visitar http://www.linux.org. É "o" ponto de partida. Outro site fundamental está em http://sunsite.unc.edu/pub/Linux. Lá estão toneladas de software para você brincar, usar e trabalhar. Em http://linux.unicamp.br fala-se português e linuxês com a mesma fluência. Se você já se considera um iniciado, dê um pulo em http://www.wco.com/~png/greg/greg_lnxpic2.html. Imperdível, o site do Greg é uma fonte de dicas. Em http://users.sti.com.br/ano2001 você fica sabendo quais providências os habitantes do mundo Linux tomaram para resolver o bug do ano 2000.